domingo, 21 de junho de 2009

THE END

Essa viagem já deixa saudades: dos familiares e amigos que tivemos que nos despedir, das lindas paisagens e cidades. Cumprimos apenas uma parte do que planejávamos com relação a viajar de bicicleta. A Slovenia tem poucos quilometros de ciclovia entre cidades. Dos 12 dias planejados de pedaladas, reduzimos para cinco porque muitas das estradas que teríamos que percorrer não eram seguras e tivemos que mudar nossa estratégia. Para isso pudemos contar com um grande amigo que nos levou de carro com as bicicletas no rack em alguns trechos e também utilizamos mais o trem, mas mesmo assim voltamos satisfeitos e realizados. Acho que porque mesmo o pouco que fizemos foi de uma intensidade emocional muito elevada.


AGRADECIMENTOS (Thanks):
À Deus (To God)

Inge (München)

Dusan e Anja (Kranj)

Katarina e Manu (Ljubljana e Kranj)

Tia Metka e Tio Tomi (Maribor)


Alenka e Matjaz (Maribor)

Andrej, Vesna, Matjaze nosso grande amigo Andrej: um brinde em pleno vinhedo. Nazdravje!


À Slovenia: um país que está dentro do nosso coração....

sábado, 20 de junho de 2009

Maribor 10 à 13/06

Para finalizar nossa viagem, retornamos à Maribor. Aproveitamos para darmos mais umas voltinhas pela cidade.


Ao longo do rio Drava, tem essa pequena estradinha pra pedestres e ciclistas com uma extensão de dois quilometros. Nos sites oficiais da Slovenia, dizem que existe uma ciclovia até Dravograd (uma cidade a mais de 60 km daqui), mas na verdade é uma estrada de automóveis com bastante tráfico e sem espaço para bicicletas. O jeito foi se contentar com esse pequeno trecho.



Uma das mais antigas ruas de Maribor.

Voces sabem o que é Pekarna ? É a padaria...


sexta-feira, 19 de junho de 2009

Predjama Grad 09/06

Esssa magnífico castelo foi mencionado pela primeira vez no ano de 1274. Foi construido numa caverna num local de difícil acesso. É um dos mais bem conservados da Europa. No verão, são realizados torneios de cavaleiros.

video

Ljubljana 08/06

Ljubljana quer dizer amada. A antiga Emona, nome dado após a conquista da vila pelo Império Romano, começou a ser construída no ano 15 d.C. Conta uma lenda que Ljubliana no ano de 1144 era dominada por um terrível dragão que costumava atirar fogo para aterrorizar seus habitantes a partir de uma das torres do castelo.

ASSISTA AO FILME ABAIXO NO FINAL DAS FOTOS


No centro, a praça do poeta nacional, France Prešeren (1800-1849), na qual se encontram a igreja principal, dedicada à Ordem Franciscana.





O rio Ljubljanica marca e divide o centro da cidade em dois. De um lado, a parte antiga e o acesso ao castelo, do outro a parte comercial e política da cidade.





A arquitetuta das casas, monumentos e igrejas tem a predominância de Arte Nova e de estilo barroco.





Atualmente sua população não chega a 270 mil habitantes e as bicicletas dominam a paisagem. As ciclovias são marcadas no lado esquerdo das calçadas e onde elas não estão marcadas, os ciclistas utilizam o mesmo lado da calçada. Todo mundo já se acostumou em dividir a calçada para pedestres e ciclistas. Nesta foto estamos numa zona de pedestres e as biciletas podem circular livremente pelas ruas do centro.


Dá pra imaginar atravessar essa passagem na época da idade média....
Mercado de flores e frutas:

Emfim, Ljubljana à noite. Eram cerca de 9h20.



video

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Bovec-Kobarid-Tolmin-Most na Soči 06/06

De Kranjska Gora partimos no sábado rumo a cidade de Bovec para fazermos um rafting no rio Soča. Esse rio é famoso pela sua cor verde esmeralda, mas devido aos vários dias de chuva a cor estava barrenta.
Apesar de estarmos de carona com o Andrej, fizemos 12 km de estrada nas bicicletas. Só não fizemos mais porque tivemos muitos temporais neste final de semana.

Aqui estamos prontos para a aventura que foi muito divertida. Tivemos muita sorte porque a chuva praticamente parou durante o rafting para voltar bem mais forte assim que terminamos.

Depois fomos para Kobarid, uma cidade que foi palco de muitas batalhas na I e II Guerra Mundiais. Também dizem que Napoleão andou por essas terras e essa ponte tem o seu nome.




Passeio pelas ruas de Kobarid:
Essa igreja foi erguida em memorial pela morte de 7014 soldados italianos durante a I Guerra Mundial. Ernest Hemingway serviu como motorista de ambulância (do lado italiano) e seu romance "Adeus às armas" descreve um pouco da guerra.


É muito triste imaginar que um lugar tão lindo foi cenário de grandes batalhas.


Nessa região existem mais de 600 cavernas onde as tropas italianas se abrigavam e se escondiam das tropas austríacas e alemãs.


Chegamos em Most na Soči. Indelizmente o rio Soča, que tem cor verde-esmeralda, estava barrento.

Na segunda de manhã pegamos o trem rumo a Bohinj:
ASSISTA o FILME ABAIXO:


video

Planica e arredores 05/06


Nesse dia nosso amigo Andrej chegou em Kranjska Gora (de carro com rack p/ bikes) para fazermos alguns passeios juntos por alguns dias.

Primeiro fomos até Tarvisio (Itália) que fica a 18 km de distância



Depois voltamos para a Slovenia. Essas fotos são de Planica onde tem uma enorme pista de ski jumping. Imaginem só pular de lá de cima:





Aqui é a nascente do rio Sava Dolinka e se chama Zelenci. A água de um verde esmeralda lindo brota da terra. Daí o seu nome que é uma palavra derivada de "zelen" que quer dizer verde.





Mojstrana - Kranjska Gora 04/06

Desde que o dia amanheceu, as nuvens escuras se revezavam com o sol anunciando um temporal a qualquer momento. Abaixo segue nossa agenda deste dia (04/06/09) Essa foto foi tirada da varanda do nosso quarto que dava para o jardim da residencia. É fácil achar um quarto para passar a noite. Nas cidades existem várias placas indicando onde passar a noite.
Deu vontade de ficar mais um pouco e fazer umas caminhadas pelas florestas, mas a previsão de tempo indicava muita chuva e resolvemos partir rumo a Kranjska Gora.

.

Tivemos muita sorte porque o temporal desabou assim que chegamos em nosso destino e encostamos numa Gostilna (restaurante típico). Cerca de uma hora depois, o sol voltou a brilhar.

De Mojstrana para Kranjska Gora existe uma ciclovia que foi implementada com a ajuda da Comunidade Européia. Foram apenas 14 km, mas demoramos quase duas horas para apreciarmos a natureza, tirarmos fotos e fazermos algumas filmagens. No final do video algumas fotos da cidade de Kranjska Gora com a lua surgindo por detrás dos Alpes.

video